10 %
€9,99 /un Price reduced from €11,10 /un to
€9,99 /un

Desconto Imediato: 10%

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para o 11º ano de escolaridade. Eça de Queiroz retrata-nos, nesta obra, um largo fresco da sociedade portuguesa.
Promoção válida de 17-06-2021 a 31-12-2021

Dimensões:

14,2 x 21 x 3,8cm

Autor:

Eça de Queirós

Sobre o Autor:

Eça de Queiroz nasceu a 25 de novembro de 1845 na Póvoa de Varzim e é considerado um dos maiores romancistas de toda a literatura portuguesa, o primeiro e principal escritor realista português, renovador profundo e perspicaz da nossa prosa literária.

Sinopse:

Como observa lucidamente Helena Cidade Moura, em Carlos da Maia, "uma educação exemplar não o liberta do peso da hereditariedade social. Personagens de um grande mundo, os netos de Afonso da Maia, vivificados e alimentados pela "grande civilização europeia" caem, apesar de tudo, ali numa rua ao Chiado". Trata-se da obra-prima de Eça de Queirós, publicada em 1888, e uma das mais importantes de toda a literatura narrativa portuguesa. Vale principalmente pela linguagem em que está escrita e pela fina ironia com que o autor define os caracteres e apresenta as situações. É um romance realista (e naturalista), onde não faltam o fatalismo, a análise social, as peripécias e a catástrofe próprias do enredo passional. A obra ocupa-se da história de uma família (Maia) ao longo de três gerações, centrando-se depois na última geração e dando relevo aos amores incestuosos de Carlos da Maia e Maria Eduarda. Mas a história é também um pretexto para o autor fazer uma crítica à situação decadente do país (a nível político e cultural) e à alta burguesia lisboeta oitocentista, por onde perpassa um humor (ora fino, ora satírico) que configura a derrota e o desengano de todas as personagens.

Tipo de Literatura:

Lusófona

Plano Nacional de Leitura:

Sim

Língua:

Português

Capa:

Capa Mole

Temática:

Romance

Editora:

Livros do Brasil

Data de Lançamento:

Outubro 2012

Nº de Páginas:

736

ISBN:

9789897110207